A

Programa de pesquisa aplicada

Apresentação

Nosso Programa de Pesquisa Aplicada foi desenhado considerando múltiplas referências bibliográficas e a escuta de 134 pesquisadoras(es) e especialistas, que nos ajudaram a construir o nosso entendimento sobre o tema da equidade, a identificar as principais demandas de pesquisa nesta área e a construir os caminhos mais efetivos para a nossa contribuição neste campo. 

O processo de diálogo e consulta culminou com a realização do I Colóquio Centro Lemann – Pesquisa em Equidade na Educação. O evento aconteceu em novembro de 2021, no auditório da Universidade do Vale do Acaraú, em Sobral (CE), e reuniu 60 participantes de diferentes áreas do conhecimento, ligados a 28 centros de pesquisa, e 10 organizações da sociedade civil das cinco regiões do País. 

O Programa de Pesquisa Aplicada busca, portanto, colaborar com centros de pesquisa nacionais e internacionais na realização de estudos de ponta, com foco na produção de dados, identificação de evidências e desenvolvimento de soluções capazes de apoiar as lideranças educacionais a tomar decisões e implementar ações efetivas para reduzir as desigualdades em suas redes e escolas.

Nossa atuação se dá em quatro frentes: 

Agenda colaborativa de pesquisa

Identificamos lacunas e prioridades em relação à produção de conhecimentos sobre aprendizagem com equidade na educação e contribuímos com a construção de uma agenda comum e colaborativa de estudos neste tema, em articulação com diferentes centros acadêmicos, agências de fomento, lideranças educacionais, dentre outros integrantes do ecossistema da pesquisa em educação. O intuito é gerar mais sinergia e complementaridade entre as investigações e investimentos realizados na área.

Fomento à pesquisa aplicada

Disponibilizamos apoio técnico e financeiro direto a grupos e centros de pesquisa das cinco regiões brasileiras, para viabilizar a realização de estudos de ponta sobre equidade na educação, em parceria com redes e escolas públicas, com rigor científico, interdisciplinaridade e aplicabilidade. Buscamos, ainda, promover a colaboração entre pesquisadoras(es) nacionais e internacionais.

Formação de jovens pesquisadoras(es)

Mapeamos e oferecemos formação complementar a estudantes de graduação com vocação e talento para a trajetória acadêmica, com o intuito de fortalecer o seu entusiasmo e a sua disposição para atuar no campo da pesquisa em educação, ampliar seu repertório na área e suas chances de ingressar na carreira científica, inclusive facilitando o seu acesso a programas mais robustos de pós-graduação. Também engajamos as(os) pesquisadoras(es) iniciantes em ações voltadas a contribuir com as redes públicas participantes do nosso Programa de Formação de Lideranças Educacionais, tendo como foco o suporte na coleta e análise de dados, bem como na cocriação de soluções para desafios relacionados à desigualdade educacional, sempre com base em evidências. Para tanto, as(os) pesquisadoras(es) em início de carreira recebem mentoria de pesquisadoras(es) mais experientes e têm a oportunidade de interagir com os grupos e centros de pesquisa participantes da frente de fomento.

Construção de indicadores

Contribuímos para a construção e utilização de indicadores voltados a avaliar os níveis de desigualdade e de promoção da equidade educacional no País. O trabalho consiste em mapear as reflexões e propostas já existentes nesse campo, avançar nessa elaboração e implementar estratégias efetivas de incidência política para que os indicadores desenvolvidos possam integrar o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), bem como as avaliações realizadas localmente por redes estaduais e municipais.

I Colóquio Centro Lemann – Pesquisa em Equidade na Educação

CHAMADAS ABERTAS

Para incentivar a produção científica relevante e de excelência sobre a temática relacionada à equidade na educação brasileira, lançamos, periodicamente, chamadas abertas para duas linhas de apoio: a de Fomento à Pesquisa Aplicada – voltada a pesquisadoras(es) e centros de pesquisa nacionais e internacionais – e a de Formação e Mentoria em Pesquisas sobre Equidade na Educação – direcionada para pesquisadoras(es) em início de carreira e para especialistas que possam orientá-las(os). 

Conheça mais sobre as chamadas abertas abaixo:

Chamada aberta de Fomento à Pesquisa Aplicada

Esta chamada aberta visa incentivar a produção de pesquisas aplicadas e originais, pautadas pelo rigor científico e pela interdisciplinaridade, realizadas com a colaboração de redes e escolas públicas. Os estudos devem apontar soluções baseadas em evidências e subsidiar a tomada de decisão para o enfrentamento dos desafios relativos às desigualdades educacionais.

Para participar da seleção, as(os) pesquisadoras(es) precisam ter vínculo com universidades e/ou centros de pesquisa. As equipes proponentes devem, ainda, contar com um(a) coordenador(a) com doutorado e experiência em pesquisa aplicada e pesquisadoras(es) com perfis diversos e formação em diferentes áreas do conhecimento.

Cada projeto selecionado recebe apoio técnico e financeiro de até R$ 200 mil para ser desenvolvido em um período de 18 meses. As(Os) pesquisadoras(es) também têm acesso a protocolos e referências, além de ser encorajadas(os) a interagir com seus pares em grupos de trabalho interinstitucionais. Ao final do processo, os resultados das suas pesquisas são amplamente divulgados pelo Centro Lemann.

Programa de Formação e Mentoria em Pesquisas sobre Equidade na Educação

Chamada aberta para pesquisadoras(es) em início de carreira

Esta chamada se dirige a pesquisadoras(es) que estejam cursando o último ano de graduação ou tenham concluído a sua graduação há menos de um ano, em qualquer área do conhecimento. Seu objetivo é estimular o desenvolvimento de carreiras científicas comprometidas com a equidade na educação e com o desenvolvimento de pesquisas que possam inspirar soluções para os desafios educacionais do País.

As(Os) pesquisadoras(es) estudantes selecionadas(os) terão acesso a uma formação temática em equidade educacional e em métodos de pesquisa, além de mentoria especializada para a construção da carreira científica, com certificado de participação ao final do percurso. Também receberão uma bolsa mensal, no valor de R$ 550,00, e acesso a banco de oportunidades, voltados a apoiar sua participação em eventos, publicações científicas e processos seletivos de pós-graduação.

Para participar da seleção, as(os) interessadas(os) precisam se comprometer a dispor de 16 horas semanais, durante os 12 meses de duração do programa, que envolve atividades de formação, reuniões com grupos de estudos, pesquisas realizadas em parceria com redes públicas de educação e encontros regulares com mentores.

A chamada aberta estimula fortemente a participação de pesquisadoras(es) ligadas(os) a grupos historicamente excluídos do acesso ao ensino superior e da mobilidade na carreira científica, inclusive egressos de escolas públicas, negras(os), indígenas, quilombolas, mulheres, LGBTQIA+, pessoas com deficiência física e moradoras(es) das regiões norte, nordeste e centro-oeste do País.

Chamada aberta para mentoras(es) (professoras/es e especialistas em educação)

Destinada a professoras(es) e pesquisadoras(es) em educação, com titulação de doutor(a) em qualquer área do conhecimento, esta chamada aberta tem como objetivo engajar as(os) mentoras(es) que contribuirão para o desenvolvimento das(os) pesquisadoras(es) em início de carreira.

As(Os) profissionais interessadas(os) precisam ter experiência em orientação acadêmica e em pesquisa aplicada na área de educação e/ou em temáticas relacionadas à equidade. É essencial que conheçam os indicadores e/ou as políticas educacionais ou de equidade na educação.

Também devem se comprometer a dedicar 16 horas semanais para apoiar o desenvolvimento profissional de cinco pesquisadoras(es) de graduação, por meio de atividades de mentoria acadêmica, além de acompanhar o seu engajamento nas demais atividades do programa, como as pesquisas realizadas junto às redes de educação, os grupos de estudos coletivos e os encontros de atendimento individual. As(Os) mentoras(es) ainda orientam a elaboração de projetos de pesquisa para entrada em cursos de pós-graduação.

As(Os) mentoras(es) selecionadas(os) receberão uma bolsa de incentivo à pesquisa mensal, no valor de R$ 3.500,00, assim como a oportunidade de colaborar com redes de educação, acesso à formação temática em equidade educacional e a métodos de pesquisa, além de declaração de participação no programa.

Esta chamada aberta estimula fortemente a participação de pesquisadoras(es) mentoras(es) ligadas(os) a grupos historicamente excluídos do acesso ao ensino superior e da mobilidade na carreira científica: egressos de escolas públicas, negras(os), indígenas, quilombolas, mulheres, LGBTQIA+, pessoas com deficiência física e moradoras(es) das regiões norte, nordeste e centro-oeste do País.

As Chamadas Abertas são divulgadas periodicamente. Fique atenta(o) às novidades nos nossos canais de comunicação. 

Estudos e publicações

Aqui você encontra estudos e publicações realizados pelo Centro Lemann, seus parceiros, pesquisadoras(es) e centros de pesquisa que se dedicam ao tema da equidade na educação.
Centro Lemann

© 2021 – Centro Lemann - Todos os direitos reservados

Rua dos Pinheiros, 870 - Pinheiros - São Paulo - SP. Cep: 05422-001

Rua Menino Deus, 392 – Centro – Sobral, CE

Política de Privacidade

Desenvolvido por